Paulo Afonso, 17 de junho de 2024

Artigos

Plano de desenvolvimento de oportunidades

Por Geraldo Alves, Colunista Tribuna Mulungu, 18/06/2019 ás 11:35

A escalada do desemprego tem dado espaço à informalidade como forma de sobrevivência com o mínimo de dignidade. Nos municípios pólos regional como é o caso de Paulo Afonso, Bahia. Existe um potencial de negócios que faz surgir um interesse de grupos econômicos para investimentos no comércio. Com isso naturalmente desperta as potencialidades informais.


Na verdade com o crescimento potencial da “capital” da energia um plano municipal de desenvolvimento econômico e social séria uma oportunidade de planejamento em prol do aproveitamento do viés de maiores ofertas de serviços. O setor hoteleiro e gastronômico desencadeiam naturalmente uma série de outras demandas a exemplo da cultura e arte local e regional das inúmeras potencialidades que dispomos.


O ordenamento das áreas comerciais carecem de um olhar social criterioso. Se dissociarmos o social do econômico o resultado acaba não sendo positivo. O papel do ambulante não pode ter o entendimento por parte da gestão publica de um ato criminoso. Crime é não ter a oportunidade de buscar sobreviver com dignidade.


O potencial acadêmico é uma outra vertente que a cidade dispõe, com um leque amplo capaz de desenvolver estudos e pesquisas científicas em um sistema colaborativo junto ao poder público municipal.
Nós não temos o direito de não aproveitar as nossas “energias” disponíveis.

Os comentários não representam a opinião do Tribuna Mulungu. A responsabilidade é do autor da mensagem.

Veja também

Relacionado Posts