Paulo Afonso, 21 de outubro de 2021

Artigos

Um tucano fora do “ninho”

Por Geraldo Alves

O governador João Doria (PSDB/ SP) em artigo recente, culpa os governos do PT pela crescente nos índices de violência no Brasil. O tucano discorre sobre o fato de desfrutar de ótimo relacionamento com o ministro Moro. Deixa claro que no comando do governo de São Paulo vai priorizar a garantia de armamento pesado para as polícias e que assim como Moro, “o homem que derrotou os criminosos”, dará igual prioridade. O Doria nas entrelinhas declarou guerra interna contra as velhas raposas do tucanato.
Agora façamos uma leitura: O novo governador de SP, não parece preocupado em governar e sim continuar atacando o PT. Lembrando que o partido dele PSDB, detém os rumos da política no estado de SP desde sempre.
Os índices de violência, no estado, são os mais elevados. Quase não existem ferramentas de combate à criminalidade e o governador, cria um ambiente de hostilidade e intolerância político partidária. Em momento algum o gestor estadual fala em plano de cargos e salários. Para ele, valorização profissional não representa investimentos em segurança pública. Suas propostas de gestão coadunam com a política de cortes do governo federal, com quem tem alinhamento político ideológico.
No artigo, o Doria fala de construir presídios sob gestão da iniciativa privada. Sem sequer fazer uma analise da real necessidade de inclusive propor politicas publicas sociais de inclusão. Para o milionário João Doria o povo empobrecido não carece de oportunidades.
No campo da formação e do empoderamento empreendedor não acena com nenhum tipo de iniciativa.
As vaidades ficam muito bem definidas e o tipo de gestão nada propositiva.

Os comentários não representam a opinião do Tribuna Mulungu. A responsabilidade é do autor da mensagem.

Veja também

Relacionado Posts

ENQUETE

Como você avalia a postura do Presidente Bolsonaro na Semana da Pátria

RESULTADO PARCIAL

Carregando ... Carregando ...