Paulo Afonso, 3 de julho de 2022

Artigos

Poxa o BTN Cresceu! E você quando vai crescer?

Se o povo do BTN (isso serve em certa medida, para os moradores do centro e dos outros bairros também) quer deixar de ser ou se sentir “discriminado”, tem que mudar de comportamento e de atitude.

A vida na cidade exige comportamentos e atitudes, que muitas vezes deixamos de lado, principalmente quando o nosso lugar é pequeno, com poucos moradores e por isso achamos por vezes desnecessário seguir regras e normas que na nossa cabeça de interioranos “subdesenvolvidos” são perfeitamente dispensáveis, por ser este o “nosso” lugar pequeno e pouco habitado, achamos que não necessita das regras chatas e enjoadas das cidades grandes.

Acontece que o “nosso cantinho” cresce, e muitas vezes cresce rápido demais, e quando nós não acompanhamos esse crescimento não aceitamos que isso nos obrigue a crescer também como cidadãos.

Foto: Antonio Galdino Arquivos da Folha Sertaneja

A vida em sociedade, e principalmente em uma sociedade como a nossa, hoje tão dividida, exige o cumprimento das regras e o respeito a lei. Não dá pra viver bem em uma cidade na qual os seus cidadãos acham que podem fazer o que querem e bem entendem, não é possível conviver com truculência, desordem e desrespeito.

As pessoas não podem achar que está certo quem avança o sinal, quem não para na faixa de pedestre: Não pode está certo quem pôe cones na porta da loja para reservar seu estacionamento ou para simplesmente impedir que as pessoas estacionem.

Não podem estar certos aqueles que invadem as calçadas para colocar mercadorias, obrigando o pedestre que deveria usá-la a se expor andando na rua e disputando espaço com os veículos; Não é correto fazer bagunça em feiras e mercados só por que “está trabalhando”.

Não pode está certo quem estaciona no ponto de ônibus impedindo que as pessoas acessem ou saiam desses veículos em segurança; Não é correto construir ilegalmente, não pode ocupar o terreno alheio, invadir o passeio ou a via pública.

Arquivo Tribuna Mulungu

Não é correto jogar lixo na rua, e pior ainda quando jogam na porta dos outros ou logo após a passagem do veiculo da coleta; Não é correto deixar o entulho na porta de casa como se não fosse responsabilidade sua: Como não é correto jogar lixo em terreno baldio e depois queimar; Também não é correto deixarmos os nossos quintais sujos permitindo a proliferação de focos de mosquitos causadores de doenças como a Dengue, a Zika e a Chicungunha.

Não é correto desrespeitar a lei de trânsito só por que é mais comodo pra mim e minha cidade é pequena (ops,tenho culpa nisso também).

Não podemos achar normal esse comportamento. Isso está errado e nos diminui como cidadãos. como podemos exigir e cobrar nossos direitos se nós não cumprimos com os nossos deveres?!

O bairro cresceu, não somos mais apenas casebres na entrada da cidade, nós somos a cidade, somos a porta de entrada da cidade.

Então tome uma atitude, mude o seu comportamento. Mudemos todos nós o nosso comportamento.

Vamos nos tornar exemplo de civilidade, vamos limpar as nossas ruas, os nossos quintais, as nossas calçadas, vamos liberar o passeio, seguir as regras de trânsito, vamos deixar de ser o pobrezinho do BTN, tão discriminado.

Vamos crescer como o bairro está crescendo e vamos dar exemplo a nossa cidade. Exemplo de cidadania.


José Ivandro, blogueiro, aprendiz de jornalista e colunista do Tribuna Mulungu.

Os comentários não representam a opinião do Tribuna Mulungu. A responsabilidade é do autor da mensagem.

Veja também

Relacionado Posts