Paulo Afonso, 23 de maio de 2022

Patricia Santos

Pauloafonsinos dignos de orgulho: a força e a coragem da terceira idade

Quem anda pelas ruas da nossa cidade, principalmente às do BTN, com certeza já deve ter se deparado com um desses nossos digníssimos moradores:

De jaleco branquinho, com um enorme chapéu na cabeça, sob um sol de quase quarenta graus, dona Zuleide, de sessenta e poucos anos, vai empurrando seu pesado carrinho pelas ruas.

Quem a vê nem imagina a distância que ela percorre a pé quase todos os dias. Moradora do bairro dos Rodoviários, ela acorda cedinho, atravessa a rodovia e segue até o centro do BTN, onde costuma vender seus lanches.

Com a mesma disposição de dona Zuleide, encontramos também pelas ruas da cidade seu Lourinaldo Viera, 66 anos , morador do BTN II, ex- motorista de ônibus da Real Alagoas pedalando vários quilômetros.

O aposentado sai geralmente à tarde para vender o doce que ele carinhosamente faz. Mesmo diante do sol forte do sertão, seu Lourinaldo esbanja simpatia e gentileza na dura missão que tem como objetivo complementar a renda e adoçar um pouco a vida de seus clientes com deliciosas cocadas.

Infelizmente, a situação dos aposentados no Brasil não é fácil. O salário não é suficiente para suprir as necessidades básicas e por esse motivo muitos continuam trabalhando. Mas o que percebo no caso de dona Zuleide e seu Lourinaldo é que além de complementar a renda familiar, eles querem mesmo é se sentirem úteis e ativos.

Eles e outros tantos aposentados que encontramos trabalhando por aí são exemplos de que quando há foça de vontade e coragem, é possível, apesar da crise, do desemprego e da idade, fazer algo.

Vida longa aos nossos digníssimos pauloafonsinos e que eles sirvam de inspiração para nossa juventude!

Os comentários não representam a opinião do Tribuna Mulungu. A responsabilidade é do autor da mensagem.

Veja também

Relacionado Posts