Paulo Afonso, 3 de julho de 2022

Política

Paulo Afonso terá a primeira candidata a Deputada Federal. A Vereadora Evinha Oliveira lança a sua pré-candidatura pelo Solidariedade!

Ela é ativa e proeminente nas sessões, contundente nos discursos e, em menos de um ano e meio de mandato, já é autora de diversas proposições, das quais uma das mais importantes: o Projeto de Lei que dispõe sobre medidas de proteção contra a violência obstétrica e de divulgação de boas práticas para a atenção à gravidez, parto, nascimento, abortamento e puerpério.”

Recentemente, liderou e brilhou na 1º Feira de Empreendedorismo Feminino de Paulo Afonso, evento que contou com cerca de 100 mulheres empreendedoras que tiveram a oportunidade de expor seus serviços e produtos para a população.

E foi nesse encontro que o presidente estadual do Solidariedade, Luciano Araújo, veio de Salvador para bater o martelo sobre a indicação do nome de Evinha na disputa por uma vaga na Câmara Federal: “Trata-se de uma parlamentar que só tem proporcionado alegrias ao partido, respaldada pela sua atuação firme e definida. No parlamento municipal, não se viu nada igual nos últimos dez anos”, declarou Luciano.

Mais sobre Evinha Oliveira

Filha de Dona “Eva da Pisante” e Seu Laurindo (in memorian), Evinha é a caçula de quatro irmãos.

Na infância gostava de ir para as feiras com seus pais e brincar entre as bancas da feira.Evinha despertou para a política por conta da ONG Anjo Negro, que nasceu após o falecimento do seu esposo, há 5 anos e por ver as necessidades dos menos favorecidos, que seus direitos eram negligenciados e também percebeu que como ONG não conseguiria fazer mais que aquilo, então, despertou para a política para continuar contribuindo.

Nas horas vagas gosta de ficar com o seu filho, Bernardo e se divide nas atividades da ONG e do grupo das “Mães que oram pelos filhos”, grupo que criou há alguns anos e hoje conta com mais de 300 mães.

Evinha se considera uma Leoa. Uma pessoa consciente do seu papel, que vê nessa função a possibilidade de contribuir de forma positiva com o crescimento da cidade e da população. Segundo ela, essa foi uma outra forma que encontrou de melhorar a vida daqueles que precisam do poder público, aquelas pessoas que não sabem dos seus direitos, e que muitas vezes são negligenciadas.

Para ela, o mundo é um local em que cada um deve fazer sua parte para que possamos viver em comunhão com Deus e com os homens.

https://www.instagram.com/p/CebE3fuuekG/?utm_source=ig_embed&ig_rid=ba32b8a4-3635-446c-b77f-8049c7020a3a

Os comentários não representam a opinião do Tribuna Mulungu. A responsabilidade é do autor da mensagem.

Veja também

Relacionado Posts