Paulo Afonso, 22 de fevereiro de 2024

Geral

ORIGINÁRIOS DA TERRA BRASIL

Os povos indígenas e as comunidades tradicionais e seus ancestrais são verdadeiramente donos da terra Brasil. Por muito tempo esse reconhecimento enfrentou forte aparato dos poderes dominantes e herdeiros da cultura invasora que jamais descobriram terras já habitadas, muito antes, por povos originários.

Cacique Anselmo

O conselho indigenista missionário – CIMI, que logo após morte brutal de liderança Wajãpi fruto de um atentado promovido por criminosos “garimpeiros”, tomou posição no sentido de exigir justiça, e essa justiça perpassa inclusive por mudança de linguagem do excelentíssimo senhor presidente da republica, Jair Bolsonaro – PSL, que claramente tem dado depoimentos que insuflam a prática “criminosa” em prol de grupos econômicos que partem da premissa de que para promover a exploração de minérios em terras legalmente demarcadas não importa se vidas inocentes serão ceifadas.

Essa institucionalização do ódio é um grave risco a vida humana, além de franquear o crescimento da intolerância e consequentemente da violência. Entendemos que o chefe do estado brasileiro deixa claro o total desapego pela vida e principalmente se for vida de povos tradicionais que em seu entendimento não merecem respeito algum. O agravamento desse tipo de comportamento criminoso por parte de um chefe de estado carece de uma tomada de decisões que possam garantir o direito à vida.

Talvez, nunca antes na historia e nem mesmo nos primórdios da “ditadura militar”, tenha tido uma politica de governo a esses moldes. A popularização da prática da violência institucional por meio de falas agressivas é desoladora. Cabe uma reflexão profunda e um estado de resistência para assegurar e garantir uma cultura de paz por meio do dialogo.

Parece “vitimismo”, mas não é não. Vidas inocentes estão sob risco para atender interesses de grupos econômicos e políticos que cultuam a violência como alternativa que promova o cerceamento das liberdades. 

Geraldo Alves – Comunicador popular, colunista do portal Tribuna Mulungu, Administrador do grupo Mercado Livre BTN, Ativista político e social…

Os comentários não representam a opinião do Tribuna Mulungu. A responsabilidade é do autor da mensagem.

Veja também

Relacionado Posts