Paulo Afonso, 22 de julho de 2024

Paulo Afonso

É Primavera, também em Paulo Afonso, com o espetáculo das floração das craibeiras!

Começo esse texto parabenizando o fotógrafo que produziu essa imagem fantástica na nossa Paulo Afonso na Primavera. Uma verdadeira pintura artística da maior qualidade. Quero dar o merecido crédito! Mas, já estou aplaudindo!!! Parabéns!

E lembro que, no ano passado, uma foto como esta também circulou nas redes sociais e um observador bem humorado e, certamente, um sertanejo, nordestino de raíz, dizia: “Olha aí, gente! Paulo Afonso, a nossa cidade é a única que, na Primavera, tem uma plantação de pés de cuscuz!!!” E não é que parece mesmo!…

Que beleza!

Dia 21 de setembro, o calendário anuncia a chegada da Primavera. O dia é também dedicado às árvores, é o Dia da Árvore.

Em Paulo Afonso-BA, o início desta estação do ano que antecede ao quente Verão, que até parece que já começou, traz sempre a expectativa de se ter o amarelo das flores das craibeiras adornando todos os lugares. É a natureza pintando de ouro o asfalto das ruas e avenidas da cidade ilha e dos seus bairros, arredores e estradas sertanejas.

Tem-se por certo que as primeiras destas plantas nas áreas residenciais da cidade de Paulo Afonso, bem antes de ser a Ilha onde estão as residências mais antigas, foram trazidas nas muitas viagens feitas pelo então diretor técnico muitos anos e presidente por uns meses da Chesf, o Engenheiro Amaury Alves de Menezes, que dá o nome ao Bairro conhecido como BNH.

Tem-se por certo que, no então Acampamento da Chesf, hoje Bairro Chesf, um senhor chamado Manoel José e outro senhor chamado Afonso Pires, foram durante muitos anos, digamos, os jardineiros encarregados que, com sua equipe de funcionários humildes, que nunca ouviram falar em ecologia, fizeram o plantio de caraibeiras e outras plantas de várias espécies, inclusive muitas delas frutíferas pelas ruas do Acampamento.

Nas proximidades, em todo o entorno da Casa de Hóspedes, há uma rua muito arborizada, com grande incidência de mangueiras, que até já se chamou de Rua das Mangueiras. Por aí, também havia muitos pés de oitis, árvores sempre bem protegidas pelos guardas da Chesf que viviam correndo atrás dos estudantes da Escola Alves de Souza e de outras escolas da Chesf que viviam subindo nessas árvores para pegar seus frutos.

Os muitos lagos que o Dr. Amaury mandou construir na área da Chesf e, depois, também entre o Bairro Centenário e a Chesf e que, durante anos sempre foram mantidos limpos e bem cuidados pela Chesf e eram também atrativos para banhos, de águas cristalinas (aprendi a nadar num remanso do Lago do Touro e Sucuri, próximo do monumento que dá nome ao lago) também receberam vegetação em suas margens. Uma pena que quase todos esses lagos hoje estejam abandonados, sujos, escondidos debaixo das plantas aquáticas e que apenas alguns, no final dos seus vários eixos, estejam sendo cuidados…

Este ano, de forma surpreendente, as caraibeiras ou craibeiras, também conhecidas em outras regiões do Brasil como ipês-amarelos, que aparecem também em vários tons de cores, chegaram bem mais cedo e já enfeitam a Festa de São Francisco de Assis, conhecido como o Santo da Ecologia e dos animais, pela Igreja Católica, que tem o seu novenário celebrado entre os dias 25 de setembro e 4 de outubro.

Todos os anos tenho o cuidado de registrar, em centenas de fotos, esse belíssimo espetáculo, como modesto fotógrafo amador. Mas a beleza se torna ainda maior quando as fotos são feitas por fotógrafos profissionais e ainda utilizando de equipamentos modernos como potentes drones.

Saudamos assim a Primavera que chega intensa e que anuncia que faltam apenas três meses para que este ano de 2023 termine.

Que nesse tempo, muitos sonhos sejam realizados e que a ternura da primavera, que inspira escritores, poetas e apaixonados, continue iluminando a vida de cada pessoa e desperte em cada um o desejo de preservar a natureza, o Bioma Caatinga, o rio São Francisco, que traz vida e desenvolvimento para todo o Nordeste, e seja um defensor de cada árvore existente na cidade.

Que cada um adote uma árvore como sua e cuide dela, como tem feito há anos o nosso colaborador, professor e cronista Francisco Nery, também inspirado em Amaury Menezes, em Manoel José, Afonso Pires e outros abnegados que cuidaram por muitos anos da natureza como sendo, de fato e realmente, a sua casa.

A Primavera pode ser um recado poético de Deus para que cuidemos deste planeta Terra, a nossa casa por uns tempos.

Aqui, uma pequena amostra das craibeiras em alguns pontos da cidade-ilha de Paulo Afonso.

folhasertaneja.com

Os comentários não representam a opinião do Tribuna Mulungu. A responsabilidade é do autor da mensagem.

Veja também

Relacionado Posts