Paulo Afonso, 19 de junho de 2024

Política

CHESF ameaça retirar 40 famílias da Rua da Paz no Bairro Centenário. Vereadores reagem.

Com informações da ASCOM/CMPA

Através de citação extra judicial, a CHESF determinou que os moradores da Rua da Paz no bairro Centenário desocupem as suas casas no prazo de trinta dias. A alegação da CHESF para a retirada dos moradores seria a suposta segurança da barragem, no entanto a ocupação existe a 40 anos.
Diante da notícia a  Câmara se manifestou imediatamente em solidariedade ás famílias que estão na eminencia de perder o teto. O vereador Jean Roubert, que também é advogado levantou a questão na sessão ordinária desta segunda-feira, 04, e disse que está ultimando os preparativos para interceder em favor das famílias.

“Está todo mundo chorando como se tivesse perdido um parente. É muito triste ver todos os moradores ter que saírem de suas casas, com seus filhos pequenos. Nós gostaríamos que  a Câmara de Vereadores  se manifestasse, disse uma moradora.”

Jean disse que fará o que for possível  para que a situação dos moradores da rua da Paz, no Centenário, seja resolvida o mais breve possível. Os 11 vereadores presentes à sessão desta segunda-feira, também se posicionaram contrários a decisão da CHESF e foram unânimes em apoiar a luta em defesa das famílias.

O vereador Jean Roubert confirmou que estará na manhã desta terça-feira, 05, a partir das 08 horas no estúdio da rádio Betel FM, 104,9 para reiterar sua manifestação contrária à CHESF.

O vereador Mário Galinho pediu que câmara e prefeitura se posicionem e exijam da CHESF a devolução de áreas que a companhia ocupa e estão sem uso.
O vereador argumenta que estas áreas foram ocupadas pela empresa quando da sua instalação em nossa cidade, mas que nunca foram utilizadas e por isso devem ser devolvidas ao município e não vendidas como quer a CHESF.

Os comentários não representam a opinião do Tribuna Mulungu. A responsabilidade é do autor da mensagem.

Veja também

Relacionado Posts