Paulo Afonso, 10 de agosto de 2022

Polícia

Caso Cristal: Acusada de tirar vida de estudante de 15 anos possuía histórico de crimes; confira

Acusada de ter tirado a vida da estudante de 15 anos,Cristal Rodrigues Pacheco, a Gilmara Daiam de Sousa Brito, foi presa nesta terça-feira (2) por equipes do Departamento de Crimes Contra o Patrimônio (DCCP) e Departamento de Polícia Metropolitana (Depom). Mara, como é conhecida, já possuía passagens pela polícia pelos crimes de tráfico de drogas e roubo.

De acordo com informações, os registros de Mara no mundo do crime começaram em 2011, quando foi indiciada por tráfico de drogas. Já em 2015, ela foi apresentada na custódia da DERCCA após ter sido autuada em flagrante por roubo pela 5ª DT/Periperi.

Ainda conforme informações, a acusada também foi apresentada, em 2017, na 14ª DT da Barra, em posse de cocaína, sendo lavrado um TC de posse de drogas. Em março de 2022 foi expedido mandado de prisão decorrente de sentença condenatória pelo crime de tráfico de drogas cometido em 2011.

E, neste mesmo ano, Mara é apontada como autora do roubo seguido de morte da jovem Cristal, que estava a caminho da escola, no centro de Salvador. A prisão ocorreu na localidade do Congo, no Subúrbio.

Segundo a Polícia Civil, a autora foi localizada por investigadores do Departamento de Polícia Metropolitana (Depom), em um beco, dentro de uma construção abandonada em uma invasão, em Alto de Coutos, no Subúrbio Ferroviário. As diligências vinham sendo realizadas ininterruptamente por equipes do DHPP, do Depom, do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco) e do Departamento de Crimes Contra o Patrimônio (DCCP).

Os comentários não representam a opinião do Tribuna Mulungu. A responsabilidade é do autor da mensagem.

Veja também

Relacionado Posts