Paulo Afonso, 22 de maio de 2024

Paulo Afonso

Câmara aprova pedido de empréstimo de 80 milhões de reais junto a CEF

Por: michel

O projeto de Lei nº nº 54/2019 autorizando a Prefeitura de Paulo Afonso a contrair um  empréstimo de R$ 80 milhões junto à Caixa Econômica Federal. que havia dado entrada na sessão da ultima segunda-feira, 12,  voltou para 2ª discussão na sessão desta segunda-feira, 19, que contou com a presença de todos os vereadores

Em uma seção tumultuada por discursos inflamados e por gritos e interrupções feitas por populares das galerias, a Câmara discutiu e aprovou o projeto de Lei nº nº 54/2019.
Um dos questionamentos feitos foi de que o prefeito havia enviado a lista de projetos que seriam realizados com o montante de 80 milhões, mas não teria discriminado quanto dinheiro cada projeto custaria individualmente. Contrariando protestos e reclamações foi aprovado por 8 X 7 o pedido de autorização para celebração de contrato entre o Município e a Caixa Econômica Federal.

O Vereador Mario César (o Galinho) classificou o projeto como “escândalo” e disse que a atitude do prefeito Luiz de Deus (PSD) e do genro Luiz Humberto, administrador do BTN, era irresponsável. Galinho também afirmou que Luizinho teria tentado persuadir os vereadores com uma proposta “suja” demonstrando, segundo disse, a qualidade de políticos que são.

O vereador Marconi Daniel foi firme ao se posicionar e disse: “eu fiz uma solicitação de prazo para conversar e estudar melhor o projeto, por isso quero deixar bem explicado. Não sou contra o investimento, pedi apenas um adiamento”. 
O vereador também falou sobre a acusação de Galinho a Luizinho e disse que o “áudio que circula nas redes sociais é uma farsa, uma montagem grosseira e criminosa e que não houve nenhuma tentativa de compra de voto dos vereadores por parte do prefeito ou do seu genro”.

O projeto foi à discussão e a votação, com as manifestações contrárias e favoráveis de alguns vereadores.
Na votação,  os vereadores Marcondes Francisco, Leco, Jean Roubert, Edilson do Hospital, Zé de Abel, Leda Chaves e Cicero Bezerra votaram a favor.

Votaram contra: Mário Galinho, Zé Carlos, Zezinho do INSS, Moreirão, Bero do Jardim Aeroporto, Marconi Daniel e Bero do Jardim Bahia. O presidente, Pedro Macário Neto, desempatou e votou favoravelmente ao empréstimo de R$ 80 milhões.”Se é para o bem da nossa cidade eu voto sim” disse Macário. 

Vale destacar que apesar da indicação de voto “NÂO” feita pelo deputado federal Mário Junior, dois dos três vereadores do PP, votaram pela aprovação do pedido de empréstimo.

Da Redação com informações da Ascom / CMPA

Os comentários não representam a opinião do Tribuna Mulungu. A responsabilidade é do autor da mensagem.

Veja também

Relacionado Posts