Paulo Afonso, 3 de julho de 2022

Política

Bolsonaro diz que reajuste da Petrobras agora seria para atingir governo

O presidente Jair Bolsonaro (PL) disse nesta quinta-feira (16) que, caso a Petrobras conceda um novo reajuste nos combustíveis neste momento, seria para atingir o seu governo.

O conselho da companhia, que ele já anunciou intenção de trocar inteiramente, se reuniu nesta tarde para discutir o aumento nos preços. “Espero que a Petrobras não queira aumentar diesel, aumentar gasolina nesses dias que estamos negociando aqui com o Parlamento”, disse Bolsonaro na sua transmissão semanal nas redes sociais.

“Só posso entender que seria um reajuste agora interesse político para atingir o governo federal”, completou.

Bolsonaro não mencionou a reunião extraordinária do conselho nesta quinta.

Diante dos valores dos combustíveis, em especial do diesel, bem abaixo das cotações internacionais, a Petrobras vem sinalizando que fará reajustes.

O presidente, segundo pesquisas de intenção de voto, está em segundo lugar nas pesquisas de intenção de voto, atrás do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Para Bolsonaro, a Petrobras deveria ao menos esperar que as medidas propostas pelo governo sejam aprovadas e sancionadas antes de realizar um novo reajuste.

Nos últimos quinze dias, o governo surgiu com a ideia de um projeto de lei que estabelece teto para alíquotas de ICMS sobre combustíveis.

Os comentários não representam a opinião do Tribuna Mulungu. A responsabilidade é do autor da mensagem.

Veja também

Relacionado Posts