Paulo Afonso, 22 de julho de 2024

Paulo Afonso

“A precariedade é tanta que nem gazes para curativo tem nos postos médicos”, denuncia Evinha

PAULO AFONSO -A vereadora Evinha @vereadoraevinha (Solidariedade), denunciou há pouco, a precariedade da Saúde no município. De acordo com ela, a oposição é sempre acusada de fazer “politicagem”, porém, são inúmeros os problemas enfrentados pela comunidade. “A prefeitura não consegue fazer mais o feijão com arroz, falta gazes para curativos nos postos de Saúde”, diz.
Evinha disse ainda que o CEO – Centro de Especialidades Odontológicas – está fechado há dois anos. “A gente aqui esperando que seja reaberto. O CEO está pronto, não falta nada, apenas a boa-vontade para inaugurar.
Politicagem é fazer inaugurações de aparelhos de saúde nas proximidades da eleição, prossegue Evinha: “Parece que ele [Marcondes] é quem quer usar o sofrimento da população em benefício próprio.”
Em relação ao Setembro Amarelo, Evinha explicou que está há dois anos cobrando um plano de prevenção ao suicídio, mas sem qualquer resposta da pasta da Saúde. “Usar a fitinha amarela é importante, mas sem uma ação concreta para cuidar das pessoas doentes não vai atacar o problema.”
Por fim, a vereadora parabenizou os profissionais de enfermagem que, finalmente, terão o piso salarial pago pela prefeitura. “Foi preciso que a gente se sentasse e mobilizasse a classe, tem mais de um mês que a gente fala no projeto e, só agora, o governo se mexeu.”

Por assessoria parlamentar/Evinha Oliveira.

Os comentários não representam a opinião do Tribuna Mulungu. A responsabilidade é do autor da mensagem.

Veja também

Relacionado Posts