Indústria da “fake news”

Indústria da “fake news”

A tal “nova” política está muito bem instalada no “campo” da mentira e vem promovendo uma enxurrada de versões que partem de fontes duvidosas e quem as reproduzem, jura que não existe um interesse político ideológico que tem como premissa a criminalização de adversários políticos.

Difícil, acreditar que as mudanças que carecemos em prol do bem comum acabam sendo afetadas diretamente. Pois a mentira reverberada milhões de vezes, continua mentira. Aos que tomam a mentira como verdade, nada mais são do que pessoas que não buscam o conhecimento por medo de ampliar seus saberes.

Sim. O conhecimento é a grande “arma” das sociedades modernas em tempos que o advento das tecnologias digitais e o avanços no campo das pesquisas. É inconcebível acreditar que alguém tenha medo de adquirir conhecimento.

As últimas eleições gerais deram um grande exemplo de que carecemos atentar para que nas próximas eleições municipais, nós não sejamos pegos pela mesma “armadilha”.

Estamos atravessando talvez, o pior período de todos os tempo com acintes aos direitos sociais é o cerceamento das liberdades democráticas.

Geraldo Alves – Colunista do portal Tribuna Mulungu, comunicador popular, ativista político e social, defensor da gestão democrática escolar, da educação pública de qualidade…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *