O governador e a vida

O governador e a vida

Emiliano José

Digo: as grandes lideranças são testadas, conhecidas nas tempestades.
É quando demonstram sua capacidade de dirigir o destino de seu povo, quando evidenciam clareza na definição de prioridades, definem o principal e o secundário.

Na procela, distinguem-se.
Rui Costa tem demonstrado tudo isso.
Levantou-se na defesa da vida de seu povo, durante a pandemia.
Fez disso prioridade zero.

Na contramão sempre da política genocida do governo federal.
Olha para as pessoas, para a saúde da população.
Não pergunta a nenhum prefeito sua filiação partidária.
Está de braços dados com quem ama sua gente.

Lidera o Consórcio do Nordeste, à base da solidariedade com todos os governadores, ancorado nas diretrizes de um conceituado Conselho Científico.

Procura aparelhar o sistema de saúde para enfrentar a eventual curva ascendente do vírus.
Dialoga diariamente com a população, insistindo no Fique em Casa.
Responde com firmeza às propostas irresponsáveis do atual presidente diante da pandemia.
Não vende ilusões.
Fala a verdade.
De modo sereno e firme.

Quem nasceu na Liberdade, quem viveu a luta operária, quem sabe da vida do povo, não despreza a vida.
Defende-a.

Mesmo os que tenham críticas a Rui, e como ser governador de 15 milhões sem crítica?, hoje tiram o chapéu para a condução dada por ele ao Estado, à sua clareza de que o mais importante é a vida.
O resto, é o resto.

Emiliano José é Professor, Jornalista e Escritor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *